Seguidores

domingo, 23 de novembro de 2014

PM apreende acusado de matar adolescente em escola de João Pessoa



Ado,escente morta
Assassino da menor 2A Polícia Militar da Capital apreendeu na tarde deste domingo (23), em um escritório de advocacia, o adolescente de 15 anos suspeito pela autoria do atentado que vitimou a adolescente Maria Beatriz Souza Santana, de 14 anos, na Escola Municipal Violeta Formiga, que fica na comunidade Jardim Mangueira, bairro de Mandacaru, em João Pessoa.
Segundo o oficial que encontrou o adolescente e efetuou a apreensão, o tenente Gama, do 1º Batalhão da PM, o local onde o acusado estaria foi indicado por denúncias. O Infrator estava na companhia da mãe, de uma prima e um advogado em um escritório situado na Avenida João Machado.
“Não houve resistência à apreensão. Conversamos com a mãe dele e vimos que a família já estava se preparando para que ele se entregasse. Estamos o conduzindo para a Delegacia do Menor Vítima, onde se encontra o delegado plantonista”, disse o tenente.
A arma utilizada no crime ainda não foi localizada o adolescente acusado pelo homicídio foi conduzido para a Delegacia do Menor na Capital, onde estará a disposição do delegado para a realização dos procedimentos legais.
Para ver a matéria do crime CLICK AQUI

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Após cirurgia, garota baleada por ex-namorado em escola morre no Trauma, na Capital

De acordo com a Polícia Militar, o aluno armado surpreendeu a estudante quando ela estava no bebedouro da unidade escolar e atirou três vezes contra ela, que após cirurgia não resistiu

Polícia | Em 21/11/14 às 10h20, atualizado em 21/11/14 às 20h46 | Por Hyldo Pereira
Divulgação
Estudante passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos
Uma estudante de 14 anos foi baleada dentro de um colégio na manhã desta sexta-feira (21), no bairro de Mandacaru, em João Pessoa, por um aluno de 15 anos. O caso ocorreu na Escola Municipal Violeta Formiga, que fica na comunidade Jardim Mangueira. Segundo o Hospital de Emergência e Trauma da Capital, para onde a garota foi levada, ela passou por procedimentos cirúrgicos, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta tarde. O circuito interno de câmeras da escola registrou a ocorrência (confira abaixo). 
"A informação inicial seria de que o menor teria sacado uma arma para atirar em outro adolescente, mas constatamos que o tiro foi direcionado a garota, por motivos pessoais. A estudante teve um relacionamento com o garoto e ele não aceitou o fim do namoro. Até agora, esse teria sido o motivo da tentativa de assassinato",  afirmou o capitão Antônio de Sousa, comandante da Unidade de Polícia Solidária do bairro.
O superintendente da Polícia Civil na região metropolitana de João Pessoa, Wagner Dorta, o adolescente que tentou matar a ex-namorada já foi apreendido anteriormente e tem envolvimento com drogas. "Já sabemos quem atirou na garota. Levantamento feito comprovou que o menor tem envolvimento com o tráfico de drogas em Mandacaru. O rapaz já foi apreendido por ter sido pego com entorpecente", disse. 
De acordo com o capitão, o aluno armado surpreendeu a estudante quando ela estava no bebedouro da unidade escolar e atirou três vezes contra o abdômen dela. A menor  foi socorrida por uma viatura da Polícia Militar para ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.
Ainda segundo o capitão, o menor não foi detido e a arma utilizada no crime não foi apreendida. " Estamos em diligência para deter o suspeito dos tiros e encontrar a arma usada na tentativa de homicídio", falou.
Patrulha Escolar
Nessa quarta-feira (19), a Promotoria de Justiça de Defesa da Educação de João Pessoa divulgou que ajuizou uma ação civil pública contra o Estado da Paraíba para obrigá-lo a reativar o programa “Patrulha Escolar Solidária”, com número de policiais militares e viaturas suficientes para atender de forma eficiente e rápida as escolas públicas localizadas na Capital.
Na ação, a promotoria requer que o juiz da 1a Vara da Infância e Juventude da Capital conceda liminar, determinando a designação de 60 policiais militares para exercerem, com exclusividade, as funções de patrulheiros escolares junto às escolas localizadas na área de abrangência do 1° Batalhão de Polícia Militar (BPM), sendo 20 patrulheiros por turno escolar em 10 viaturas. O mesmo deve acontecer em relação às escolas localizadas na área do 5° BPM. A promotoria requereu ainda que esses policiais tenham como pré-requisito a participação em curso de formação continuada promovido pelo Estado.
Confira abaixo o vídeo do circuito interno de câmeras da escola que mostra o exato momento do atentado:

Polícia Militar socorre a menina baleada:

Vítima chega ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena:

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Morre aos 71 anos o cantor paraibano Genival Santos, uma das referências do brega

Cantor de 'Eu te peguei no flagra' estava internado há seis dias.

Genival Santos sofria de doença pulmonar, segundo hospital.

O cantor brega Genival Santos morreu às 14h45 desta terça-feira (18), aos 71 anos, no Hospital do Coração, em Fortaleza, com doença pulmonar.

A informação foi confirmada pela família do cantor em redes sociais. Ele estava internado há seis dias. Genival é natural de Campina Grande, na Paraíba, e morava no Ceará há 30 anos.

De acordo com o filho e cantor Rodrigo Santos, o velório de Genival Santos será às 19h na Funerária Alvorada, na Avenida Domingos Olímpio, em Fortaleza. O enterro ocorrerá às 15h de quarta-feira (19), no cemitério Jardim Metropolitano.

"A produção de Flávio Cavalcanti começou a receber centenas de cartas: chegaram a 1.500. O rapaz cantor Genival Santos foi chamado para voltar ao centro do palco. Desta vez, cantou (Meu coração pede paz), música-título de seu primeiro LP. Na plateia, nordestinos nada vacilantes vibravam", escreveu o amigo Agripino Mendes na página do cantor em redes sociais.

Genival Santos era cantor do gênero brega e teve como maior sucesso a música "Eu te peguei no flagra". Segundo os produtores do cantor, ele gravou 28 discos e vendeu cinco milhões de cópias.

sábado, 15 de novembro de 2014

Mulher liga para a polícia para pedir pizza e atendente entende pedido de socorro



Uma mulher ligou para a polícia para pedir uma pizza, mas o que ela queria mesmo era ser socorrida após sofrer violência doméstica. A atendente, do outro lado da linha, percebeu a emergência e enviou uma viatura à casa da vítima. Veja a conversa:
“911 (número da polícia dos EUA), onde é a emergência?”
“123 Main St.”
“Ok, o que está acontecendo?”
“Gostaria de pedir uma pizza.”
“Senhora, você ligou para o 911.”
“Sim, eu sei. Gostaria de pedir uma pizza de pepperoni, com cogumelo e pimenta”
‘Ummm… sinto muito, você sabe que ligou para o 911, né?’
“Sim, você sabe quanto tempo vai levar para chegar?”
“Ok, senhora, está tudo bem aí? Você tem uma emergência?
“Sim, eu tenho.”
“E você não pode falar porque há alguém no local com você?”
“Sim, isso mesmo. Sabe quanto tempo vai demorar?”
“Tenho um policial a pouco metros de sua localização. Há armas na casa?”
“Não.”
“Pode ficar no telefone comigo?”
“Não. Até mais, obrigada”
Após desligar o telefone, verificou que no endereço já havia sido registrado outros casos de violência doméstica.
Quando os policiais chegaram na casa, descobriram que a mulher havia sido agredida violentamente pelo namorado.
A atendente falou depois do incidente: “acho que ela foi muito esperta em usar este truque. Definitivamente foi uma das ligações memoráves 


Trio de canibais é condenado a penas de 19 a 21 anos em Pernambuco

  
A Justiça condenou na noite desta sexta-feira (14) Jorge Negromento, Isabel Cristina e Bruna Cristina pela morte de uma adolescente em 2008. O trio ficou conhecido como "os canibais de Garanhuns" porque usava carne humana em alimentos. Eles foram condenados por homicídio, vilipêndio (agressão ao cadáver) e ocultação do corpo de Jéssica Camila Pereira da Silva.
Com a decisão da Justiça de Pernambuco, Jorge cumprirá pena de 21 anos e 6 meses de prisão e mais 1 ano e 6 meses de detenção. Isabel foi condenada a 19 anos de prisão e Bruna a 19 anos de prisão e mais um de detenção. Foram considerados quatro agravantes no crime: motivo fútil, emprego de meio cruel, sem chance de defesa à vítima e para assegurar impunidade.
A defesa dos três já informou que irá recorrer para diminuir a sentença. Este foi o primeiro julgamento dos três, que são acusados de mais dois homicídios.
O julgamento começou na quinta. Todos os três assumiram o crime. Jorge disse que estava arrependido e tentou se comportar como portador de doença mental durante seu interrogatório, em estratégia da defesa em busca da semi-imputabilidade. Ele admitiu o canibalismo, mas disse que nunca vendeu salgados com as carnes das vítimas.
Trio foi condenado por morte de adolescente (Foto: Estadão Conteúdo)
Isabel negou ter participado do assassinato de Jéssica, mas confessou ter ajudado a esconder o cadáver. Ela disse que participou do crime por conta de uma "profunda dependência emocional por Jorge", tese defendida por sua defesa. Ela disse que todos na casa comiam a carne humana, inclusive a filha da vítima, uma criança que vivia com o trio. "Ela já estava lá (na casa) e fazia parte da família", disse. A carne era preparada em uma grelha e misturada a outros alimentos.
Bruna foi a última a ser ouvida. Ela disse que ficou aterrorizada com os assassinatos, mas não os denunciou por amor a Jorge e medo por sua própria vida. Questionada se havia feito coxinhas com carne humana, ela provocou riso com a resposta: "Está repreendido!", segundo o Uol.
Crime
Jéssica foi esquartejada na casa em que o trio vivia em maio de 2008, em Olinda. O caso só foi descoberto quatro anos depois, durante investigações das mortes de outras duas mulheres em Garanhuns. O trio criou a filha de Jéssica, que tinha 1 ano quando a mãe morreu. O objetivo de Jorge e Isabel era ficar com a criança. Segundo a denúncia, eles eram casados há mais de 30 anos e não podiam ter filhos.
Isabel conheceu a vítima em Recife e a partir daí a atraiu para sua casa com uma proposta de falso emprego. Jéssica foi morta com uma facada no pescoço e esquartejada. Os três guardaram a carne de vítima para consumo próprio, segundo eles em um ritual de "purificação". Eles criaram a seita "O Cartel" e consideram as mortes como missões. Jorge afirmou que o objetivo era fazer um controle populacional matando mulheres que tinham filhos mesmo sem ter condições financeiras para sustentá-los. O canibalismo era feito para salvar a alma das vítimas, segundo os réus.
Os três réus ainda serão julgados pelas mortes de Giselly Helena da Silva, 21 anos, e Alexandra da Silva Falcão, 20, em 2012. A data do júri ainda não foi marcada.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

PREFEITO DE CUBATI VAI FECHAR O ANO DE 2014 COM OS SALÁRIOS PAGOS EM DIA


DUDU DE CUBATI
O Prefeito de Cubatí, no curimataú paraibano, Dudu Dantas, garantiu aos servidores daquele município que fechara p ano de 2014 com todos os salários pagos em dia.
Caro Servidor Público Municipal de Cubati, desde julho desse ano que estamos sofrendo com as quedas de receita no nosso FPM (Fundo de Participação dos Municípios), mesmo diante de toda dificuldade, só agora atrasamos alguns servidores referente ao mês de outubro/2014, mais com a responsabilidade e o compromisso que tenho com o nosso funcionalismo, já adotei várias medidas que vão garantir a atualização e o encerramento do ano de 2014, com os salários dos nossos servidores em dia, vamos até o dia 30 deste mês pagar outubro, o mês de novembro será pago até o dia 10/12, e dezembro com o 13º vamos pagar até o dia 30/12/2014, assim como em 2013, vamos encerrar mais um ano da nossa gestão com os salários dos nossos servidores em dia, coisa que nenhuma outra gestão antes da nossa fez. GOVERNO DE TODOS!!!
Quanto a publicação do Ex-Prefeito que tem várias contas reprovadas, que deixou os servidores públicos de Cubati sem receber salários durante 4 meses, sendo novembro, dezembro de 2004 e novembro, dezembro de 2008, quero relembrar a ele que eu sou prefeito de Cubati, que diferente dele que é Ex-Prefeito, eu tenho como resolver a situação da nossa gestão, já os meses que foram deixados na sua gestão não tem como corrigir, só podemos agora lamentar a irresponsabilidade de um gestor incompetente, que até hoje faz os nossos servidores sofrerem na justiça tentando receber os salários que não foram pagos, agora eu pergunto para onde foram os 4 meses de Salário atrasado da sua gestão?
Fonte: PMCubatí/PB

Homem com câncer raro é curado após receber injeção com vírus da AIDS

Compartilhe:


Um homem que foi diagnosticado com uma forma extremamente agressiva de câncer há dois anos, está agora milagrosamente se recuperando, graças a um tratamento revolucionário que envolveu receber uma infusão do vírus que causa a AIDS.
Marshall Jensen, de Utah, EUA, foi um dos 30 pacientes com leucemia que recentemente se submeteu ao tratamento experimental na Penn Medicine, onde as células brancas do sangue são implantadas com uma forma inofensiva do HIV, programadas para alvejar e matar o câncer.
O homem de 30 anos de idade, que é casado e pai de um filho, até agora tem respondido bem ao tratamento e está a livre do câncer pela primeira vez nos últimos anos.
Homem com câncer raro é curado após receber injeção com vírus da AIDS
Vírus HIV pode ser a nova cura contra o câncer após paciente com câncer grave passar por procedimento inovador e ficar curado nos EUA.
Jensen, sua esposa Amanda, e seu filho Kezman, têm viajado o país desde que ele foi diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda em 2012, apenas um ano depois de seu casamento. Ele faz as viagens em busca de um tratamento eficaz para a doença.
44
Na quinta-feira (06), o agora saudável Jensen voltou para seu bairro em Utah, para uma festa surpresa de retorno a casa.
A ligação entre leucemia e HIV foi descoberta pela primeira vez em 2006, quando um homem soropositivo, chamado Timothy Wood, foi diagnosticado com leucemia mielóide aguda. Depois de receber um transplante de medula óssea de um doador com uma mutação genética rara, o câncer de Wood entrou em remissão e o HIV desapareceu de seu sistema, tornando-se o primeiro homem a ser totalmente curado do vírus.
444
Embora a ideia de receber uma dose do vírus HIV possa parecer assustadora para alguns, o médico responsável pelo tratamento, Carl June, disse que não há nada a temer.
“É um vírus desativado, mas mantém a característica essencial do HIV, que é a capacidade de inserir novos genes nas células,” explicou ele.
Dos 30 pacientes com leucemia que receberam o tratamento, 23 ainda estão vivos e 19 estão em fase de regressão da doença.
O médico e sua equipe estão agora pesquisando a possibilidade de usar o tratamento do HIV para atacar outras formas de câncer, iniciando os novos testes em pacientes com câncer no pâncreas.
Fonte: Daily Mail

9º BPM: OPERAÇÃO CONJUNTA APREENDE VEÍCULOS ROUBADOS

Uma operação conjunta realizada por policiais militares pertencentes às guarnições da Radiopatrulha de Barra de Sta. Rosa e da Patrulha Rural 2, na tarde desta terça-feira, 11, no bairro Tribofe, município de Barra de Santa Rosa, apreendeu oito motocicletas em situação irregular, sendo algumas delas com o registro de roubo/furto.A operação, que contou com a participação dos militares: Sargento Otoniel, Cabo Willians, Soldados José Lúcio, Justino, Bellini, Freire e do delegado Décio de Souza, abordou diversos veículos e conduziu à delegacia aqueles que se encontravam em situação irregular.
“Muitas dessas motos são utilizadas por criminosos no cometimento de crimes das mais diversas espécies, entretanto, aquelas que não apresentam registro de roubo/furto, sendo apresentado documentos que comprovem a propriedade serão legalmente liberadas. Foi mais uma operação conjunta que reforça a importância do trabalho em equipe no combate à criminalidade em nosso estado”, asseverou o Comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, o Tenente-Coronel Afonso Antônio Galvão.